Firewall – Precisamos falar sobre ele!


Como já foi falado aqui no blog, garantir a segurança de informações em um ambiente corporativo é fundamental para a saúde tecnológica de seu negócio, bem com o desempenho e andamento dos processos de trabalho do dia a dia. Acontece que, engana-se quem pensa que essa proteção se limita apenas a instalação de antivírus. Existe também um outro componente de segurança muito importante, o firewall, e precisamos falar sobre ele!

Você por algum momento já se perguntou sobre o firewall e o que ele faz por você e sua rede de computadores? Se nunca parou para pensar ou pesquisar sobre isso, saiba que o firewall é responsável por controlar os acessos entre uma rede computadores e a internet. Graças a ele, apenas aplicações e usuários autorizados podem interagir entre si, onde ele media a troca de informações entre a internet (rede externa) e a rede de computadores de sua empresa (rede interna).


Para entendermos melhor porque utilizar o firewall é tão importante e necessário, precisamos entender como ele funciona. Ele pode ser considerado um muro de proteção entre o roteador e a conexão de internet e normalmente, possui duas portas de rede, onde, LAN é a rede interna e WAN é a rede externa e o equipamento configurado por uma interface onde são configurados os itens de segurança, tais como usuários, controle de acessos e aplicações permitidas, como contas de e-mail, por exemplo.


Assim como tudo que envolve o universo da tecnologia da informação, onde existem inúmeras opções e tipos de recursos, com o firewall não seria diferente. Nesse sentido, quando se trata de firewall, podemos enumerar três categorias. São elas: Rede, Local e Aplicação. Sendo assim, vamos conhecer um pouco cada uma delas.



Firewalls de Rede
Nas grandes empresas, é comum encontrarmos a implantação de firewalls de rede em grandes proporções, pois eles têm por objetivo proteger o ambiente da organização de acessos suspeitos em um ambiente específico. Em nosso dia a dia, já estamos acostumados com o firewall de rede encontrados em nossa rede doméstica, afinal, ele nos protege de redes não confiáveis, como a internet. No caso de grandes corporações, as configurações são parecidas, entretanto, elas possuem firewalls extras, que são feitos para avaliar as tentativas de conexão para várias portas de rede. Por meio de diversas normas, o firewall estabelece o que é ou não permitido no ambiente que está sendo protegido.

Firewalls Locais

Apesar de também funcionaram para proteger ambientes seguros de não seguros, os firewalls locais atuam de modo diferente. Preparados para atuar em um local específico como um servidor, por exemplo, os firewalls locais estarão presentes em todos os dispositivos, onde cada um contará com suas próprias configurações e dados de acesso, tornando-se dessa maneira seu próprio ambiente de segurança. Entretanto, não é aconselhável para nenhuma empresa, assumir o risco de que porque algo está dentro de sua rede, está seguro.


Firewalls de Aplicação
O firewall de aplicação também se assemelha com os locais e o de rede no que diz respeito a design, entretanto, eles se comportam como tecnologias adicionais aos padrões de segurança já utilizados. Os firewalls de aplicação concentram-se na entrega de dados reais, de modo, que são programados para analisar o tipo de informação permitida dentro de protocolos específicos, como SMTP ou HTTP, por exemplo. Além disso, os firewalls de aplicação podem ser híbridos, onde é possível localizá-los de modo local ou de rede. Tudo vai depender da forma como a empresa os configurou.

Agora que conhecemos os tipos de firewall existentes e da importância do mesmo para sua organização, onde fica claro que ele é responsável por toda a circulação de informações provenientes da internet, é importante salientar que será necessário que ele trabalhe em conjunto com um antivírus potente e seguro para escanear todas essas informações e impedir que ameaças virtuais comprometam sua rede interna. A escolha do antivírus para sua empresa é muito importante e já falamos sobre isso aqui no blog, leia mais no post “Antivírus: qual a importância dele para sua empresa?”.


Por fim, mas não menos importante, você deve estar se perguntando qual o firewall ideal para a segurança de sua empresa e neste caso é possível chegar a conclusão que existem diferentes opções no mercado, tudo vai depender da sua necessidade Se for uma rede pequena por exemplo, é bem provável que o firewall presente em seu roteador seja o suficiente para te proteger, no entanto, fique atento as suas configurações. Já se seu volume de informações for maior, onde possua vários dispositivos ligados a mesma rede, fique atento e escolha um firewall específico para isso.

O firewall é um requisito básico de segurança, porém, para contar com uma proteção eficiente e completa é necessário investir nesse campo. Absolutamente necessário, não contar com ele e colocar-se numa posição vulnerável é extremamente arriscado, afinal qualquer um pode invadir o seu espaço e por em risco a saúde tecnológica de sua empresa. Nesse sentindo, agora que sabe um pouco mais sobre os riscos e importância desse recurso e deseja proteger-se ainda mais e contar com uma assessoria especializada, entre em contato com a Innovent e solicite mais informações. Para isso, acesse nosso portal www.innoventsolutions.com.br .


Posts Recentes